Frutose

Frutose Descrição do Processo:


Liquefação de amido de leite

Jato de liquefação único é aplicado sob temperatura de 105ºC. Após liquefação, o valor de DE é 12-18, com boa aparência e boa condições floculentas de proteína.
O jato de cozimento é dos Estados Unidos e possui alta eficiência, conteúdo de monossacarídeos pode atingir valores acima de 95,5%.


Sacarificação
Amido de leite liquefeito irá reagir sob enzimas de sacarificação. Parâmetros de sacarificação:


Filtração de Proteínas
Após sacarificação, o material entra em esteira de filtro à vácuo para remoção de resíduos da proteína, os quais podem ser utilizados para ração.


Descoloração
Esta seção é desenvolvida para remover resíduos remanescentes como partículas coloidais, minúsculas quantidades de amido, bactérias e outras impurezas do xarope a fim de obter um líquedo limpo, feito para aumentar a pureza e transmitância do xarope.


Troca Iônica
Resina de troca ionica é usada para remover minerais do xarope, este irá passar através da sequência cátion-ânion-cátion-ânion. O objetido da troca iônica é reduzir o conteúdo de cálcio e assegurar a performance da descoloração. A resina pode ser regenerada por hidróxido de sódio e ácido clorídrico.
O sistema de troca iônica consiste de três partes, as quais são troca iônica de xarope de glucose DE96, troca iônica xarope F42 e troca iônica de xarope F55 da cama de mistura. Troca iônica de glucose DE96 e troca iônica F42 adotam tecnologia de câmara contra-corrente cheia. Açúcar F55 adota tecnologia de cama mista.


Evaporação
Glucose DE96 é concentrada a 45% DS ao utilizar filme evaporador. Este irá utilizar o vapor instantâneo secundário ejetado da liquefação.


Isomerização
Uso de glucose isomerase imobilizada para converter glucose em frutose F42. Para assegurar atividade da enzima ensomerase, a temperatura apropriada e valores de pH devem ser mantidos pela adição de MgSO4 e Na2S2O5.


Concentração
Após isomerização de frutose F42, evaporador de queda de múltiplos efeitos é utilizado para evaporar o xarope para contentração de 60% que então vai para separação cromatográfica.


Separação Cromatográfica
Tecnologia de separação cromatográfica SSMB é utilizada para separar glucose e frutose em razão de as duas composições terem diferentes taxas de migração.


Desodorização
Após troca iônica, a frutose passa por descoloração e desodorização por carvão ativado, o qual é usado para remover impurezas orgânicas e melhorar a transmitância leve. Filtros de disco fechados de alta eficiência são desenvolvidos com automaçãoo completa a fim de facilitar operação.


Concentração

Nesta seção a concentração de frutose é concentrada a 77% através do filme de queda evaporador.


Projeto referência:


Catálogo de produtos